Just another free Blogger theme

Tecnologia do Blogger.

Feed

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner


Videos

Loading...

Seguidores

Blog Archive

Postagens populares

27 fevereiro 2013


Estações Convencionais de Tratamento de Esgoto

O tratamento do esgoto doméstico tem como principal objetivo, remover o material sólido, reduzir a DBO ( Demanda Bioquímica de Oxigênio ), exterminar microorganismos patogênicos, reduzir as substâncias químicas indesejáveis.
As diversas unidades  da estação convencional podem ser agrupadas em função das eficiência dos tratamentos que proporcionam.
 
Figura 1(clique com o botão direito e salve como imagem)
http://www.ens.ufsc.br/corseuil/antigo/tratesgoto/AGUA1.gif
Formas De Tratamento
  
Tratamento Preliminar: Gradeamento, remoção de gorduras e remoção de areia.
Tratamento Primário: Tratamento Preliminar mais decantação primária, digestão do lodo e secagem do lodo.
Tratamento Secundário: Tratamento primário mais tratamento biológico, decantação secundária .
Tratamento Terciário: Desnitrificação, remoção do fósforo e desinfeção. 
 Gradeamento
 
Seu principal objetivo é reter o material sólido grosseiro em suspensão no esgoto, sendo assim serve para proteger tubulações, válvulas, bombas e outros equipamentos. O gradeamento pode ser feito utilizando grades contínuas por barras metálicas paralelas e igualmente espaçadas ( de limpeza manual ) ou por grades mecanizadas ( de limpeza mecânica ).
 
 
Remoção de Gorduras
 
Os tanques de retenção de gorduras, óleos  e graxas são opcionais numa E.T.E ( estação de tratamento de esgoto ). Devem ser utilizados nos tratamentos de esgoto onde haja grande concentração desses produtos.
 
Caixas de Areia
 
São dispositivos destinados a reter a areia e outros detritos minerais inertes, geralmente presente no esgoto doméstico, visam também proteger bombas contra abrasão, entupimentos nas canalizações e a sedimentação desses materiais nos decantadores.
 
Decantação
 
Os decantadores têm como objetivo remover os sólidos sedimentáveis. Numa E.T.E convencional existem decantadores primários, antes do tratamento biológico, e os decantadores secundários, posteriores ao mesmo. O material sólido sedimentado no decantador é chamado de lodo e destina-se ao digestor.

Digestão do Lodo
 
É um processo de decomposição anaeróbia do lodo, com os objetivos de destruir os microorganismos patogênicos, reduzir e estabilizar a matéria orgânica presente no lodo fresco, reduzir o volume de lodos, e facilitar a secagem do lodo resultante.
 
 
Secagem do Lodo
 
O lodo digerido é destinado a um processo de secagem, que pode ocorrer: em leitos de secagem, os quais são tanques onde o lodo é depositado e seco ao ar livre, pela ação do sol; em lagoas de secagem, onde o material é depositado no lodo, em reservatórios ou depressões do terreno; utilizando-se filtros à vácuo.
Este lodo digerido pode ser aplicado no solo, em práticas agrícolas, como fonte de húmus.
O seu uso, no entanto, deve ser feito com restrições,
principalmente em hortas de vegetais consumidos crus.

Tratamento Biológico
Os tratamento Biológicos do esgoto reproduzem os fenômenos observados na natureza. Estes tratamentos consistem na ação de microorganismos presentes no esgoto, os quais efetuam a decomposição da matéria orgânica. Estas instalações de tratamento biológico são projetadas de modo a garantir o oxigênio necessário a esses microorganismos, para oxidarem a matéria orgânica. O oxigênio é introduzido no esgoto por meio de aeradores mecânicos, por insuflação de ar comprimido, ou por arraste de ar quando da passagem do líquido por um filtro. Os principais processos biológicos de tratamento são: processo de lodos ativados e filtração biológica.
 
 
Processo de Lodos Ativados
Neste tipo de tratamento, o esgoto efluente do decantador primário é destinado a um tanque de aeração, onde é misturado com o lodo ativado. Chama-se lodo ativado o floco produzido no esgoto pelo crescimento de bactérias ou outros organismos, na presença de O.D ( oxigênio dissolvido ). Estes flocos "atraem" a matéria orgânica presente no esgoto, a qual é sedimentada , como lodo, no decantador secundário. Parte deste material retorna ao processo, para garantir sempre a presença de lodos ativados no tratamento biológico, sendo o restante destinado às instalações de processamento de lodo.
O ar pode ser introduzido nos tanques de aeração através de difusores, por meio de agitadores mecânicos ou em sistemas combinando os dois processos.

Filtração Biológica
 
Este processo consiste na passagem do esgoto através de um meio filtrante, sendo o tratamento integralmente biológico, não envolvendo qualquer fenômeno físico de filtração.
 
 
Desinfecção
 
Esta é a etapa final do tratamento , e tem a finalidade de eliminar os microorganismos presentes no efluente da decantação secundária. O agente desinfetante mais utilizado é o cloro, tendo sido comum a sua aplicação na forma de um dos seguintes compostos: cloro gasoso, hipoclorito de cálcio e hipoclorito de sódio.
A aplicação do cloro é feita num tanque de contato, o qual deve proporcionar as condições necessárias à mistura do cloro com o esgoto. Depois de feita a desinfecção o esgoto esta pronto para ir ao corpo receptor.
Tratamentos Terciários

Conforme já vistos, os tratamentos secundários têm como objetivo principal a remoção dos sólidos em suspensão e da DBO, além da redução de microorganismos, quando acrescidos da desinfeção.
No entanto, não são tão eficientes com relação à remoção da matéria orgânica não biodegradável ou de sais minerais dissolvidos ( nitratos e fosfatos ).
Os efluentes de estações de tratamento secundário de esgotos domésticos são, geralmente, ricos em nutrientes e podem causar o problema da eutrofização ( Proliferação acentuado de algas ), quando lançados em reservatórios de água. Estes nutrientes podem ser removidos através do tratamento terciário.
Os tratamentos terciários visam, portanto, aumentar a eficiência na remoção da DBO e de sólidos em suspensão, como também reduzir os poluentes normalmente não removidos nos tratamentos convencionais, tais como a matéria orgânica não biodegradável e os sais minerais dissolvidos.
Esses tipos de tratamento são muito poucos empregados, devido ao seu alto custo,
com também pelo fato dos tratamentos secundários atenderem às necessidades usuais em termos de redução de carga poluidora.
São exemplos de tratamento terciário: Filtros de areia, lodos ativados, precipitação química, troca iônica, filtração em leito de carvão ativado, flotação.
 
Modelo de Flotador
Figura2
 
Passando tudo a limpo!!!
Questões do CESPE TCE-TO -ADMINISTRATIVO
1. O esgoto doméstico é aquele que provem principalmente de residências, estabelecimentos comerciais, instituições ou quaisquer edificações que dispõem de instalações de banheiros, lavanderias e cozinhas. A respeito das características dos esgotos, assinale a opção correta.
A Os esgotos domésticos contêm aproximadamente 99,9% de água e apenas 0,1% de sólidos.
B A temperatura do esgoto sempre é inferior à das águas de abastecimento.
C Cerca de 70% dos sólidos no esgoto são de origem inorgânica.
D Os microorganismos mais importantes nos esgotos são os vírus pois são os responsáveis pela decomposição e estabilização da matéria orgânica.
E Os coliformes são utilizados como indicadores de poluição de um corpo hídrico, pois são organismos patogênicos presentes nas fezes humanas.
2. Em relação ao tratamento de esgotos, assinale a opção correta.
A Os tratamentos por mecanismos físicos só são eficientes em esgotos industriais.
B O tratamento por lodos ativados é obtido a partir da passagem de uma corrente elétrica pelo esgoto.
C O lodo obtido ao final do tratamento biológico de esgotos pode ser reutilizado como fertilizante em qualquer tipo de plantação.
D As lagoas de estabilização são utilizadas somente para o tratamento de esgotos domésticos.
E A disposição do esgoto no solo pode ser utilizada como uma forma de tratamento
3.A estação de tratamento de esgotos (ETE) é uma instalação cuja finalidade é remover os poluentes dos esgotos, os quais poderiam vir a causar uma deterioração da qualidade dos cursos de água próximos. Assinale a opção que contenha um dispositivo que faz parte do tratamento secundário dos esgotos em uma ETE.
A grade
B desarenador
C tanque de sedimentação
D reator anaeróbio de fluxo ascendente
E tanque de equalização de vazão
4.Em relação ao tratamento de esgotos, assinale a opção correta.
A Os tratamentos por mecanismos físicos só são eficientes em esgotos industriais.
B O tratamento por lodos ativados é obtido a partir da passagem de uma corrente elétrica pelo esgoto.
C O lodo obtido ao final do tratamento biológico de esgotos pode ser reutilizado como fertilizante em qualquer tipo de plantação.
D As lagoas de estabilização são utilizadas somente para o tratamento de esgotos domésticos.
E A disposição do esgoto no solo pode ser utilizada como uma forma de tratamento

PORTO DE SANTOS 2011
5. Supondo-se que o esgoto doméstico de uma comunidade foi submetido ao tratamento, tendo ocorrido: remoção dos sólidos em suspensão grosseiros; remoção dos sólidos em suspensão sedimentáveis; remoção da matéria orgânica em suspensão fina e remoção da matéria orgânica de sólidos dissolvidos.
Pode-se afirmar que o nível de tratamento ocorrido foi o
(A) preliminar, apenas.
(B) primário, apenas.
(C) preliminar e o primário, apenas.
(D) secundário.
(E) terciário.
CONCURSO PÚBLICO -ASSITENTE ADMINISTRATIVO
ESAC- EMPRESA DE SANEAMENTO DE ARRAIAL DO CABO - RJ
6.O Pré-tratamento em uma estação de tratamento de esgoto tem como objetivo a remoção:
A) Material grosseiro;
B)de materia oragânica;
C) de areia;
D) de sólidos em suspensão não grosseiros;
E) de carga de DBO
7. O principal objetivo da etapa de remoção dos sólidos grosseiros em suspensão é:
A) evitar obstruções em equipamentos e tubulações;
B) melhorar o odor do esgoto/
C) preservar a estética das estações de tratamento de esgoto;
D)aumentar a turbidez;
E) sefimentar a materia orgânica.

8. A calha de Parshall tem como objetivo:
A) controlar o nível d'água e medir a vazão;
B) decantar a matéria orgânica;
C) evitar a abrasão nas tubulações;
E) fazer transferência do lodo.

9. O objetivo do tratamento secundário de esgotos domésticos é a remoção da matéria orgânica realizada através de microorganismos. A decomposição biológica do material orgânico requer a presença de:
A) Gás carbônico;
B)Elevado pH 
C)oxigênio
D) turbidez
E)acidez
Reações:


Olá Pessoal pessoal se você gostou da postagem me mande um email para sugestão ou perguntas fmbacelar@gmail.com

0 comentários:

Postar um comentário

Segue alguns símbolos, caso necessitem utilizá-los:
____________________________________________


α β γ δ ∆ λ μ Ω ο ρ φ χ ψ ξ ε η θ π ∂ ∑ ∏ ℮ אօ ∞ ℝ ℕ ℚ ℤ Ø f◦g
½ ¼ ¾ ½ ⅓ ⅔ ⅛ ⅜ ⅝ ⅞ ² ³ ¹ º ª ₁ ₂ ₃ ₄ ≈ ≠ ≡ ∀ ∃ ⇒ ⇔ → ↔
∈∋∧ ∨ ⊂ ⊃ ∩ ∪ − + × ± ∓ ÷ √ ∛ ∜ ⊿∟ ∠→ ↑ ↓ ↕ ← ≤ ≥
outros
√ ∇ ∂ ∑ ∏ ∫ ≠ ≤ ≥ ∼ ≈ ≅ ≡ ∝ ⇒ ⇔ ∈ ∉ ⊂ ⊃ ⊆ ⊇ \ ∩ ∪ ∧ ∨ ∀ ∃ ℜ ℑ

Postagens Relacionadas