Just another free Blogger theme

Tecnologia do Blogger.

Feed

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner


Videos

Loading...

Seguidores

Blog Archive

Postagens populares

19 janeiro 2013

SANEAMENTO BÁSICO - TESTE 01
Prof: Flávio Bacelar
1. O lançamento de Esgotos nos rios e mares:
a) É sempre proibido;
b) É sempre recomendável;
c) Nunca é recomendável;
d) Depende de cada caso a ser estudado.

2. Os coliformes fecais encontrados nas águas das praias:
a) Sempre causam doenças;
b) Ás vezes causam doenças;
c) Nunca causam doenças;
d) Dependem das condições meterológicas para.

3. Num projeto de emissário submarino deve ser considerado:
a) Apenas as correntes marinhas;
b) As correntes marinhas e o tipo de tratamento de esgotos;
c) Não deve existir projeto de emissário por ser uma solução anti-ecológica e contrária aos princípios ambientais;
d) As correntes marinhas e os ventos;

4. O lançamento subfluvial de esgotos:
a) Deve ser sempre proibido;
b) Nunca deve ser utilizado sem tratamento prévio;
c) Depende das vazões de estiagem;
d) Deve ser utilizado apenas com tratamento terciário.

5. A contaminação das águas de um rio:
a) É sempre causada pelos coliformes;
b) É sempre causada pelo lançamento de esgotos, mesmo tratados;
c) Pode ser confirmada pela presença de organismos patogênicos;
d) Pode ser confirmada apenas pela presença de coliformes fecais.

6. A queda da taxa de mortalidade numa comunidade em que foi implantado um sistema de abastecimento de água é chamada de efeito:
a) Mills - Reincke;
b) De sistema;
c) Saneador;
d) Waring-jones.

7. Para desinfecção das águas pode-se utilizar:
a) Cloro, sulfato e cal;
b) Sulfato, cal e ozônio;
c) Cloro, iodo e raios ultra violetas;
d) Cloro, flúor e cal.

8. São substâncias que podem ser utilizadas comumente numa estação de tratamento de água:
a) Cloro, iodo e cloreto de alumínio;
b) Cloro, flúor e antimônio;
c) Sulfato de alumínio e selênio;
d) Cloro, ozônio e sulfato de alumínio.

9. A função da Calha Paishall numa ETA é:
a) Medição das vazões;
b) Mistura rápida;
c) Mistura lenta;
d) Decantar os flocos.

10. A função do floculador numa ETA é:
a) Medição das vazões;
b) Mistura rápida ;
c) Mistura lenta;
d) Decantar os flocos.

11. Os filtros de água domésticos comuns servem para:
a) Deter as bactérias e vírus;
b) Deter somente as partículas sólidas;
c) Deter partículas e bactérias;
d) Melhorar o gosto da água.

12. O carvão ativado utilizado nas estações de tratamento serve:
a) Reter substâncias estranhas;
b) Filtrar apenas as partículas sólidas;
c) Filtrar apenas as bactérias;
d) Filtrar apenas os vírus.



13. No processo de lodos ativados deve-se fornecer ao esgoto afluente:

a) Nitrôgenio;
b) Cloro e nitrogênio;
c) Oxigênio;
d) Nitrogênio e fósforo.

14. No processo de filtros biológicos há grande formação de:
a) Larvas de mosquitos "aedes egypti";
b) Larvas de "psychoda";
c) Larvas de moscas comuns;
d) Larvas de moscas varejeiras.

15. O lodo proveniente das ETE`s pode:
a) Pode ser utilizado diretamente como adubo;
b) Ser utilizado como condicionador do solo;
c) Ser depositado num aterro sanitário;
d) B e C estão corretas.

16. A digestão do lodo numa ETE é efetuada por:
a) Bactérias aeróbias;
b) Vírus e bactérias;
c) Apenas por bactérias facultativa;
d) Por bactérias anaeróbicas.

17. Uma bomba tipo parafuso de Arquimedes é utilizada:
a) Para grandes alturas e pequenas vazões;
b) Para grandes vazões e pequenas alturas;
c) Para pequenas vazões e grandes alturas;
d) Para quaisquer vazões e alturas.

18. Numa ETE convencional logo após a decantador primário pode vir:
a) O floculador;
b) O filtro biológico;
c) O decantador secundário;
d) O filtro-prensa.


. O aproveitamento do lixo através de reciclagem é:
a) Sempre altamente rentável;
b) Nunca é rentável;
c) Só é rentável em alguns casos;
d) N.R.A.

2. As usinas de compostagem de lixo são as únicas soluções recomendáveis para o destino final dos resíduos:
a) Porque são mais rentáveis;
b) Porque são mais higiênicos;
c) Porque não existem outras soluções;
d) N.R.A.

3. O fenômeno de auto-depuração dos rios é:
a) Um fenômeno da natureza;
b) Um fenômeno em que as bactérias atuam ativamente;
c) Copiado e imitado pelo homem nas ETE`S;
d) Todas as respostas acima.

4. São objetivos de um sistema de esgotos tipo separador absoluto:
a) Conduzir as águas pluviais e os esgotos sanitários;
b) Conduzir as águas pluviais, o lixo e os esgotos sanitários;
c) Conduzir somente os esgotos sanitários;
d) N.R.A.


5. Fazem parte de um sistema de esgotos sanitários completo:

a) Rede coletora, poços de visitas e ETA;
b) Rede distribuidora, estações elevatórias e ETE;
c) Poços de visita, interceptores e emissários;
d) N.R.A.



6. São unidades comuns numa ETE convencional tipo filtro biológico:
a) Grades, filtros e biodisco;
b) Filtros, biodisco e fluoretação;
c) Filtros, lodos ativados e correção do PM;
d) Grades, caixa de areia e biodigestor.

7. São tipos de tratamento biológicos:
a) Grades, interceptores e caixa de areia;
b) Rede coletora, emissário e biodisco;
c) Biodisco, lodos ativados e irrigação do terreno;
d) Filtros biológicos, biodisco e grades.

8. São tipos de tratamento dos lodos de uma ETE:
a) Decantação e caixa de areia;
b) Interceptores e caixa de óleo;
c) Filtros biológicos e grades;
d) Biodigestão e centrifugação.


9. Numa ETE logo após o decantador primário pode vir:

a) Grade;
b) Caixa de óleo;
c) Caixa de areia;
d) Filtros biológicos ou o lançamento no corpo receptor.

10. A maior percentagem de remoção de bactérias numa ETE pode-se dar numa:
a) Grade;
b) Filtro biológico;
c) Decantador primário;
d) Cloração final.

11. No caso do lençol freático ser bastante alto, em zonas rurais, recomenda-se como tratamento:
a) Filtros biológicos e biodigestor;
b) Lodos ativados e biodigestor;
c) Fossa e sumidouro;
d) Fossa e tubos de infiltração.



12. A cólera e a leptospirose são causados por:

a) Vírus;
b) Mosquitos transmissores;
c) Protozoários;
d) Bactérias.

13. São doenças causadas por vermes (helmintos):
a) Febre amarela e cólera;
b) Dengue e malária;
c) Esquistossomose e filariose;
d) Hepatite e giárdiase.

14. São causadas por vírus:
a) Hepatite e cólera;
b) Esquistossomose e gastrenterite;
c) Hepatite e febre amarela;
d) Dengue e cólera.

15. São consideradas poluentes da atmosfera mais comuns:
a) Nitrogênio e Argônio;
b) Partículas em Suspenção e CO²;
c) Ozônio e Oxigênio.

16. O órgão encarregado da Política Nacional de Controle da Poluição do Ar é:
a) CONATRAN;
b) DENATRAN;
c) DNER;
d) IBAMA.


17. A agua turva está:

a) Sempre poluída;
b) Sempre contaminada;
c) Poluída e contaminada;
d) N.R.A.

18. Água dura é o mesmo que:
a) Água salgada ou salina;
b) Água termal;
c) Água bruta;
d) Água contendo sais de cálcio e magnésio.

19. São usos consuntivo de água:
a) Hidreletricidade e lazer;
b) Agropecuária e uso doméstico;
c) Agricultura e hidroeletricidade;
d) Psicultura e navegação.

20. São considerados macroefeitos ambientais:
a) Chuvas ácidas e efeito estufa;
b) Efeito estufa e buraco de ozônio;
c) Diminuição da camada de ozônio;
d) Todas as alternativas acima.



1- Numa ETA a eliminação DE GRANDE QUANTIDADE DE FERRO DISSOLVIDO NA ÁGUA é efetuada na:
a) Coagulação
b) Aeração
c) Filtração
d) Desinfecção


2 - A disposição final de resíduos sólidos urbanos no solo, em camadas confinadas e devidamente cobertas, é denominada: 

a) lixão
b) cobertura sanitária
c) compostagem
d) aterro sanitário


3 - Nos serviços de saúde, o acondicionamento dos resíduos contaminados, não perfurantes, deve ser feito em sacos plásticos de material incinerável de cor:

a) preta
b) verde ou vermelha
c) azul
d) branca


4- Numa ETE com tratamento convencional tipo lodos ativados deve-se fornecer às bactérias para acelerar o tratamento:
a) nitrogênio
b) fósforo
c) cloro
d) oxigênio


5- Numa ETE com tratamento convencional tipo lodos ativados o tratamento pode ser retardado devido á presença de:

a) oxigênio e fósforo
b) detergentes e cloro
c) cálcio e proteínas
d) gorduras e proteínas

6- Numa ETE a resistência à biodegradação das substâncias tensoativas do tipo ABS deve-se ao fato de ser uma substância:
a) orgânica
b) tensoativa
c) com ligação sulfônica
d) que pode ser armazenada indefinidamente


7- Os detergentes não degradáveis podem causar num rio:

a) toxicidade aos peixes
b) alteração da oxigenação das águas
c) distúrbios à saúde humana
d) todas as alternativas acima


8- Uma substância recalcitrante introduzida continuamente no ambiente:

a) tende a acumular cada vez mais
b) será degradada rapidamente pelas bactérias aeróbias
c) será degradada rapidamente pelas bactérias anaeróbias
d) não causa maiores problemas ao ambiente por ser uma substância natural


9- O nitrogênio encontrado nos esgotos sanitários normalmente provem de:

a) proteínas
b) lipídios
c) glicídios
d) ar atmosférico


10- A palavra CONTAMINAÇÃO usada para a água:

a) é sinônimo de poluição
b) é utilizada para toda e qualquer alteração ambiental
c) é restrita ao uso da água como alimento
d) a rigor, não pode ser utilizada para a água


11- Podem ser considerados contaminantes da água:

a) apenas as substâncias tóxicas
b) apenas os microorganismos patogênicos
c) os coliformes totais e fecais
d) os elementos radioativos



12- A contaminação de um curso d' água:

a) é o mesmo que a poluição de um rio
b) possui sempre conseqüências ecológicas para o meio ambiente
c) não produz necessariamente conseqüências ecológicas para o meio ambiente, pois trata apenas de efeitos fisiológicos e sanitários
d) deve ter conseqüências físicas, químicas e biológicas no meio


13- Constituem-se contaminantes do meio ambiente:

a) substâncias poluidoras e quaisquer tipos de vírus
b) altas temperaturas e radiações ionizantes
c) substâncias tóxicas e quaisquer bactérias
d) substâncias tóxicas e bactérias patogênicas


14- A DBO produzida pelo lançamento de esgoto num curso d'água é:

a) inversamente proporcional à concentração de substâncias químicas
b) diretamente proporcional à concentração de substâncias químicas
c) diretamente proporcional à concentração de matéria orgânica assimilável por bactérias aeróbias
d) inversamente proporcional à concentração de matéria orgânica assimilável por bactérias aeróbias


15- Numa ETE A DECOMPOSIÇÃO AERÓBICA É:

a) idêntica à da natureza, inclusive com a mesma velocidade
b) totalmente artificial e, portanto, diferente da natural
c) acelerada em relação à natureza
d) retardada em relação à natureza


16- São substâncias que não causam DBO:

a) as biodegradáveis
b) as recalcitrantes
c) as matérias orgânicas
d) o chorume proveniente dos resíduos sólidos


17- Numa ETE o tratamento de esgotos conhecido como filtro biológico é efetuado predominantemente por:

a) rotíferos
b) bactérias aeróbicas
c) bactérias anaeróbicas e facultativas
d) bactérias patogênicas


18- Constituem condições básicas para a ocorrência de DBO num rio:

a) apenas a presença de matéria orgânica
b) apenas a presença de oxigênio
c) a presença de oxigênio, de compostos biodegradáveis e de microorganismos
d) a ausência de bactérias patogênicas e não patogênicas


19- A decomposição aeróbica numa ETE é mais vantajosa do que a anaeróbica porque:

a) é mais lenta e mais eficiente
b) é menos lenta e menos eficiente
c) é menos lenta e mais eficiente
d) não prejudica os peixes dos rios


20- Um reservatório de abastecimento de água de uma cidade pode ter por objetivo:

a) combate a incêndios
b) atender ao dia de maior consumo
c) atender a hora de maior consumo
pressurizar a rede


10 janeiro 2013


SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE LINHARES – SAAE (ES) OPERADOR DE UNIDADE DE SANEAMENTO –ADVISE(Banca)

21. Sobre o controle do pH, considere os itens abaixo e assinale a alternativa correta.

I. O pH é uma medida de acidez ou alcalinidade da
água;
II. A água com um valor de pH menos que 7 é ácida;
III. A água com um valor de pH maior que 7 é alcalina.
Está(ão) correto(s) o(s) item(ns):

A) I, apenas;
B) I e II, apenas;
C) II e III, apenas;
D) I e III, apenas;
E) I, II e III.

22.Assinale, entre os valores abaixo citados, qual o que melhor se define para o pH da água.
A) 7,2 – 7,6
B) 6,6 –6,9
C) 7,5 – 8,0
D) 6,3 – 7,0
E) 6,5 – 7,2
23. Todas as características abaixo são efeitos que podem ser produzidos pelo pH demasiado alto, EXCETO:
A) Turvação na água;
B) Formação de escamas ou incrustações;
C) Irritação nos olhos, nariz e garganta dos utilizadores;
D) Aceleração na eficácia da eliminação dos Microoganismos da água;
E) Retardamento da eficácia do desinfetante encarregado da eliminação dos microorganismos

24. Sobre os ajustes do pH, considere os itens abaixo e responda a alternativa correta.

I água for inferior a 7,2, deve-se adicionar CTX-20
para aumentar o pH;
II. 150 gr de CTX-20 produzem um aumento de pH
aproximado de 0,2 por 10 m3 de água. Se o pH da
água for inferior a 7,2, deve-se adicionar CTX-10
para aumentar o pH;
III. 150 gr de CTX-10 produzem uma diminuição de pH aproximado de 0,2 por 10 m3 de água. Se o pH da
água for superior a 7,6, deve-se adicionar CTX-10
para diminuir o pH;
IV. O controle do pH da água deve ser feito diariamente.
Está(ão) correto(s) o(s) item(ns):

A) I e III, apenas;
B) I, II e III, apenas;
C) I, II e IV, apenas;
D) I, III, e IV, apenas;
E) I, II, III e IV.

25. O objetivo de transformar as impurezas que se encontram em suspensões finas, em estado coloidal e algumas que se encontram dissolvidas em partículas que possam ser removidas  pela decantação ou filtração chamamos de:

A) aeração
B) coagulação
C) flotação
D) aglomeração
E) limpeza

26. Todos os produtos químicos abaixo são rotineiramente utilizados no tratamento da água, EXCETO:

A) Sulfato de alumínio.
B) Ácido sulfúrico.
C) Cloro gasoso.
D) Hipoclorito de sódio.
E) Hipoclorito de cálcio.

27. Sobre os produtos químicos utilizados na dosagem de  tratamento, considere os itens abaixo e assinale a alternativa  correta.
I. Os produtos químicos são necessários para promover
a floculação;
II. Produto utilizado para correção do pH: hidróxido de
cálcio;
III. Produtos floculantes: sulfato de alumínio, sulfato
ferroso, polieletrólitos.
Está(ão) correto(s) o(s) item(ns):

A) I, apenas;
B) I e II, apenas;
C) II e III, apenas;
D) I e III, apenas;
E) I, II e III.

28. O processo de tratamento pelo qual a área de contato entre a água e o ar é aumentada, de modo a facilitar o intercâmbio ou troca de gases e substâncias voláteis entre a água e  o ar é chamado de:
A) aeração
B) coagulação
C) flotação
D) limpeza
E) aglomeração


29. A floculação consiste:

A)  é a formação de aglomerados semi-gelatinosos chamados  flocos, resultantes da reação entre o produto
químico coagulante e as impurezas da água.

B) no processo que ocorre logo após ou simultaneamente com a coagulação e cuja característica fundamental é a formação de aglomerados gelatinosos chamados flocos.

C) é o processo pelo qual se verifica a deposição dos
flocos pela ação da gravidade.
D) em fazer a água passar através de matérias porosos
capazes de reter ou remover impurezas.

E) em processos físicos ou químicos que visam controlar quantidades excessivas de elementos inconvenientes na água.

30. O hidróxido de cálcio consiste num(a):
A) fluoretação
B) correção de pH
C) desinfetante
D) coagulante
E) algicida

31. O hipoclorito de sódio e o hipoclorito de cálcio são usados no tratamento da água como:
A) algicida
B) correção de pH
C) cloro gasoso
D) desinfetante
E) coagulante

32. Sabemos que a água é uma substância química composta  de:
A) gás carbônico e oxigênio;
B) gases nobres e gás carbônico;
C) oxigênio e gases nobres;
D) hidrogênio e oxigênio;
E) nitrogênio e gases nobres.

33. A imagem abaixo corresponde a um processo de:













A) coagulação
B) aeração
C) aquecimento
D) ebulição
E) decantação

34. Sobre o tratamento da água, considere os itens abaixo e assinale a alternativa correta.
( 1 )Remoção de turbidez, de microrganismos e de metais pesados.
( 2 )Remoção de microrganismos patogênicos.
( 3 )Proteção da cárie dentária infantil.
( 4 )Acondicionar a água, de tal maneira a evitar feitos
corrosivos ou incrustrantes no sistema abastecedor e
nas instalações domiciliares.
(  ) Desinfeção
(  ) Controle de corrosão
(  )  Clarificação
(  )  Floretação
A sequência correta é:
A) 2, 4, 3, 1  
B) 2, 4, 1, 3
C) 3, 2, 1, 4
D) 3, 4, 3, 1
E) 1, 4, 2, 3

35. A água a ser utilizada para o abastecimento público deve ter sua qualidade ajustada considerando todos os itens abaixo, EXCETO:

A) atender aos padrões de qualidade exigidos pelo Ministério
da Saúde e aceitos internacionalmente;
B) prevenir o aparecimento de doenças de veiculação
hídrica, protegendo a comando, saúde da população;
C) tornar a água adequada unicamente para a iniciativa privada;
D) prevenir o aparecimento da cárie dentária nas crianças, através da fluoretação;

E) proteger o sistema de abastecimento de água, principalmente tubulações e órgãos acessórios da rede de distribuição, dos efeitos danosos da corrosão e da
deposição de partículas no interior das tubulações.

36. A quantidade de líquido que passa através de uma seção por unidade de tempo denomina-se de:
A) volume
B) massa
C) sólido
D) vazão
E) derrame

37. Todas as unidades citadas abaixo, correspondem ao seu correspondente entre parênteses, EXCETO:
A) m3/h (metros cúbicos por hora)
B) l/h (litros por hora)
C) l/min (litros por minuto)
D) l/s(litros por segundo)
E) gpm (galões por hora)

38. Entre os constituintes dos filtros tem-se:
I. seixos
II.areia
III. carvão antracitoso
IV. argila
Está(ão) correto(s) o(s) item(ns):

A) I e III, apenas;
B) I, II e III, apenas;
C) I, II e IV, apenas;
D) I, III, e IV, apenas;
E) I, II, III e IV.


39. Sobre a Estação de Tratamento de Água todos os itens abaixo estão corretos, EXCETO:
A) Todas as aplicações de produtos químicos em uma
estação de tratamento são precedidas de testes laboratoriais;

B) Um dos testes mais utilizados é o chamado ensaio
dos jarros (Jar Test);
C) O ensaio dos jarros determina a dosagem ótima do
agente coagulante;

D) O ensaio dos jarros possibilita a aplicação de seis
dosagens diferentes, sendo que é escolhida a que clarifica melhor a água;

E) O ensaio dos jarros não consegue determinar a dosagem do agente coagulante.

40. A água contaminada pode conter grande quantidade de agentes transmissores de doenças. Entre as doenças veiculadas abaixo, assinale a que não é contaminada pela água.
A) cólera
B) febre tifóide
C) leptospirose
D) tétano
E) amebíase

(UFPI-FMS) O sulfato de Alumínio é um dos principais produtos químicos utilizados em tratamento de água. A respeito do sulfato de alumínio é CORRETO afirmar que:
a) é usado na etapa de filtração, para correção do PH da água;
b) é usado para agregar as partículas coloidais dissolvidas na água, iniciando um processo
chamado de coagulação-floculação;
c) é usado na etapa de desinfecção, para eliminar bactérias e partículas nocivas à saúde
humana;
d) é usado na etapa de coagulação, para correção do PH da água;
e) é usado na etapa de decantação, para que as partículas coloidais se dissolvam na água e se
depositem no fundo.

(UFPI-FMS) Analisadas as assertivas seguintes, referentes aos principais produtos químicos utilizados em tratamento de água, conclui-se que está(ão) CORRETA(S).
I – O hipoclorito de cálcio é um dos floculantes mais empregados no Brasil, para seu emprego,
porém, é preciso uma correção preliminar do PH da água.
II – O sulfato de alumínio tem seu uso restrito à faixa de PH entre 5,5 e 8,0. Quando o PH da
água não se encontra nessa faixa, costuma-se adicionar cal ou aluminato de sódio, a fim de
elevar o pH.
III – A cloração é realizada após as operações de floculação, decantação e filtração. Nessa
operação, o cloro tem função bactericida e clarificante.
a) I, III, apenas.
b) II, apenas.
c) III, apenas.
d) II, III, apenas.
e) Todas.
(UFPI-FMS) Com relação a um processo convencional de tratamento físico-químico da água, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA das operações de clarificação.
a) Coagulação, floculação, decantação e filtração.
b) Floculação, coagulação, decantação e cloração.
c) Correção de PH, floculação, decantação e desinfecção.
d) Floculação, coagulação, decantação e fluoretação.
e) Coagulação, decantação, filtração e desinfecção.

Concurso Prefeitura do Município de Jaguariúna

21. Qual o nome que se da ao processo que visa à remoção total ou parcial de bactérias e outros microorganismo?

a) Aeração.
b) Fluoretação.
c) Filtração.
 d) Desinfecção.

22. De acordo com a portaria 518 de 26/03/2004 do Ministério da Saúde recomenda- se que em qualquer ponto do sistema de abastecimento de água o teor máximo de cloro residual livre deve ser de:

a) 1,0 mg/L.
b) 3,0 mg/L.
c) 1,5 mg/L.
d) 2,0 mg/L.

23. Em conformidade com a Portaria 518 de 25 de março de 2004 do Ministério da Saúde, o valor máximo permissível de Escherichia coli ou coliformes termotolerantes para que o padrão microbiológico de potabilidade da água para consumo humano seja atendido é de:

a) Ausência em 100 mL em 95% das amostras
examinadas no mês.

b) Apenas uma amostra mensal em 100 mL, caso sejam realizadas menos de 40 amostras por mês.

c) Ausência em 100 mL.

d) Ausência em 1000 mL.

24. Assinale a alternativa abaixo que NÃO está de acordo com a Portaria 518/2004.

a) Recomenda-se que a cloração seja realizada em pH superior a 8,0 com tempo de contato mínimo de 60 minutos.

b) Após a desinfecção, a água deve conter um teor mínimo de cloro residual livre de 0,5 mg/L, sendo obrigatória a manutenção de, no mínimo, 0,2 mg/L em qualquer ponto da rede de distribuição.

c) Na saída do tratamento, o teste de presença/ausência de coliformes é suficiente para atestar a qualidade bacteriológica da água tratada.

d) Recomenda-se que para filtração rápida se estabeleça como meta a obtenção de efluente filtrado com turbidez inferior a 0,5 UT em 95% dos dados mensais e nunca superiores a 5,0 UT.

25. A Água para consumo humano que atende ao padrão de potabilidade e que não oferece riscos à saúde é:

a) Água de uso industrial
 b) Água de irrigação.
c) Água potável.
d) Água sanitária.

26. Em uma Estação de Tratamento de Água convencional, o reagente utilizado para a correção do pH (elevar) é:

a) Sulfato de alumínio.

b) Sulfato ferroso.

c) Polieletrólitos.

d) Carbonato de sódio (barrilha).

27. A dureza da água, seus parâmetros de alcalinidade e pH são respectivamente, suas características:

a) Químicas.
b) Físicas.
c) Estéticas.
d) Biológicas.

28. Conforme a Resolução 357, de março de  2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) que classificou as águas doces em (classe especial, classe 1, classe2, classe 3 e classe 4), as águas doces de Classe 4 são destinadas para:

a) À navegação e à harmonia paisagística.

b) Ao abastecimento para consumo humano, após tratamento convencional ou avançado, à recreação de contato secundário

c) Destinadas ao abastecimento para consumo humano após tratamento convencional; à proteção das comunidades aquáticas, à recreação de contato primário, como natação, esqui aquático e mergulho; á irrigação de hortaliças e plantas frutíferas

d) Ao abastecimento para consumo humano, com desinfecção, à preservação do equilíbrio natural das comunidades aquáticas e à preservação dos ambientes aquáticos em unidades de conservação de proteção integral.

29. (anulada) Considerando-se o que dispõe na Resolução CONAMA n.º 357/2005 que dispõe sobre a  classificação dos corpos de água, bem como, diretrizes ambientais para o seu enquadramento e que estabelece as condições e os padrões de lançamento de efluentes;
assinale abaixo a alternativa CORRETA em relação à classificação de corpos hídricos:

a) As águas classificadas como classe 1 não podem ser destinadas ao abastecimento para consumo humano, após tratamento simplificado.

b) As águas classificadas como classe especial não podem ser destinadas ao abastecimento humano, com desinfecção.

c) As águas classificadas como classe 2 não podem
ser destinadas à irrigação de hortaliças, plantas
frutíferas e de parques, jardins, campos de esporte e
lazer, com os quais o público possa vir a ter contato
direto.

d) As águas classificadas como classe 3 podem ser
utilizadas para irrigação de hortaliças que são
consumidas cruas e de frutas que se desenvolvam
rentes ao solo e que sejam ingeridas cruas, sem
remoção de película.

30. Assinale a alternativa abaixo que apresenta CORRETAMENTE a definição de fluoretação:

a) Aplicação de compostos químicos contendo flúor
em dosagens adequadas visando prevenção da cárie
dentária.

b) Aplicação de produtos químicos visando corrigir
acidez ou alcalinidade excessivas da água.

c) Destruição ou inativação de organismos
patogênicos, capazes de produzir doenças ou de
outros organismos indesejáveis.

d) Aplicação de processos físicos e químicos que
visam melhorar o paladar de certas águas.

31. Quando for utilizado o cloro gasoso, no tratamento de água e o operador de ETA for realizar a substituição do cilindro, ele deverá tomar como medida de segurança:

a) Esquentar os cilindros de cloro que irão ser
trocados.

b) Molhar os cilindros de cloro que irão ser trocados.

c) Esfriar os cilindros de cloro que irão ser trocados.

d) Usar roupa de proteção bem como equipamento
de proteção respiratória.

32. Em relação a vidraria graduada, assinale abaixo a alternativa CORRETA:

a) Pipeta volumétrica.
 b) Proveta.

c) Tubo de ensaio. d) Cadinho.

33. O Jar Test ou teste de jarros é um método utilizado para se conhecer:

a) O PH da água.

b) O índice de coliforme fecais presentes na água.

c) A turbidez.

d) As quantidades de “solução”a serem aplicadas na água para se obter uma floculação ideal.


34. De acordo com a Portaria 518, “O conjunto de atividades, exercidas de forma contínua  pelo(s) responsável(is) pela operação de sistema ou solução alternativa de abastecimento de água, destinadas a verificar se a água fornecida à população é potável, assegurando a manutenção desta condição”, é denominado:

a) Controle da qualidade da água para consumo
humano.

b) Controle da qualidade do tratamento de esgotos.

c) Controle da quantidade consumo de água.

d) Vigilância da qualidade da água.

35. O processo de tratamento para melhorar a qualidade da água, passa por diferentes unidades de uma ETA, objetivando garantir ao final desse processo que a água esteja potável.

Com base no enunciado acima, considere os
itens abaixo:

I - Aeração é o processo para remoção de turbidez.

II - Os processos de coagulação e floculação incluem o uso de câmaras para mistura lenta e rápida.

III - No filtro rápido por gravidade, a limpeza do meio é feita por lavagem.

IV - Após a remoção de flocos no decantador, a água é encaminhada para os filtros.

Assinale a alternativa CORRETA:

a) Apenas o item I está correto.

b) Apenas os itens I e III estão Corretos.

c) Apenas o item IV está correto.

d) Apenas os itens II, III e IV estão corretos.

36. A função do sulfato de alumínio no tratamento da água bruta é de:

a) Redutor de PH.

b) Oxidante.

c) Auxiliar na coagulação de partículas.

d) Desinfetante.

37. Quanto ao sistema de abastecimento de água, entende-se por adução:

a) A extração da água para alimentar o sistema de abastecimento.

 b) O tratamento que a água sofre para adequação aos padrões de potabilidade.

c) O conjunto de tubulações, peças e obras destinadas a promover a circulação da água na rede de distribuição.

d) Uma reação química para formação de coágulos e retirada de possíveis contaminantes da água a ser utilizada.

38. O equipamento Turbidímetro é usado para:

a) Verificar o PH.

b) Determinar a cor.

c) Determinar a DBO.

d) Determinar a turbidez.

39. Uma Estação de Tratamento de Água que opera com filtros lentos de areia, ao atingir o limite de perda de carga, deve-se limpar o filtro. A limpeza de um filtro lento é feita com:

a) Retrolavagem com água.

b) Com ar e água.

c) Raspagem de aproximadamente 1 cm da sua camada superficial de areia.

d) Lavagem com cloro e retirada de areia.

40. Assinale abaixo a alternativa que apresenta CORRETAMENTE a definição de filtração da água:

a) Filtração da água é o seu tratamento químico para eliminação de bactérias.

b) Processo de tratamento pelo qual a área de contato entre a água e o ar é aumentada, de modo a facilitar o intercâmbio ou troca de gases e substâncias voláteis entre a água e o ar.

c) É o processo pelo qual se verifica a deposição dos flocos pela ação da gravidade.

d) Filtração da água é a passagem de água através de um meio poroso para remover matéria suspensa.

41. Para remover da água partículas em suspensão/coagulação, qual dos produtos abaixo é utilizado com MAIOR frequência?

Assinale a alternativa CORRETA:

a) Sulfato ferroso.
b) Fluoreto de sódio.
c) Sulfato de alumínio
 d) Hidróxico de sódio.

42. Para o bom funcionamento do tratamento de água, bem como, para a segurança de seu uso, depende da importante tarefa do preparo e controle de soluções químicas que são utilizadas regularmente. Em relação ao exposto acima, analise os itens abaixo.

I - A solução de cal utilizada nos processos de coagulação e floculação deve ser constantemente agitada.

II - A solução de sulfato de alumínio é agressiva para o aço comum.

III - A solução do coagulante deverá ser adicionada na água do tanque de mistura lenta.

IV - A aplicação da solução de flúor é feita imediatamente após o sedimentador.

Assinale a alternativa CORRETA:

a)Apenas os itens I, II e IV estão corretos.

b)Apenas o item III está correto.

c) Apenas o item II está correto.

d) Todos os itens estão corretos.

43. O processo de tratamento de água elimina os tipos de contaminações, evitando a transmissão de doenças. Numa estação de  tratamento de água, os processos ocorrem nas seguintes sequências: Assinale a alternativa
CORRETA:

 a) coagulação, floculação, decantação, filtração,desinfecção, fluoretação e correção de pH.  

b) Coagulação, floculação, filtração descendente,desinfecção, fluoretação e correção de pH.

c) Coagulação, floculação, flotação e filtração descendente,decantação, filtração descendente,
desinfecção, fluoretação e correção de pH.

d) Filtração lenta, desinfecção, fluoretação, correção
de pH.


44. O instrumento visual para testes de laboratório, mais usado para a medição da cor
da água é o:

a) Turbidímetro.
 b) Potenciômetro.
c) Cromatógrafo.
d) Acqua Tester.

45.(anulada) O teste de clarificação na coleta de amostrada água bruta tem como objetivo:

a) Determinar a dosagem de coagulante, cor e temperatura.

b) Determinar o índice de microorganismo, bactérias
e cor.

c) Determinar características como a alcalinidade, a turbidez, a cor e a temperatura.

d) Todas as alternativas acima estão corretas.

46. Quanto aos parâmetros físico-químicos para analisar a qualidade da água, observe as afirmativas abaixo:

I. Dureza é o resultado da presença, principalmente, de sais alcalinos terrosos (cálcio e magnésio), na água. A análise de
dureza pode ser realizada através de métodos pectrofotométricos.

II. Medidas de pH podem ser realizadas através de um aparelho chamado pHmetro e medem a concentração de íons H+.

III. Condutividade Elétrica é a capacidade que a água possui de conduzir corrente elétrica. Este parâmetro está relacionado com a presença de íons dissolvidos na água, que são partículas
carregadas eletricamente. Quanto maior for a quantidade de íons dissolvidos, maior será a condutividade elétrica na água.

IV. Turbidez é presença de matéria em suspensão na água, como argila, silte, substâncias orgânicas finamente divididas,
organismos microscópicos e outras partículas.

As análises de turbidez são realizadas em um fotômetro de chama.

Assinale a alternativa CORRETA:

a) Apenas os itens I e III estão corretos.

b) Apenas os itens II e IV estão corretos.

c) Apenas os itens I, II e III estão corretos.

d) Todos os itens estão corretos.

47. Com relação aos processos de tratamento de água, analise os itens abaixo.

I - Nas estações de tratamento de água, a coagulação exige a adição e mistura rápida de um produto químico (coagulante) à água a ser
tratada.

 II - O processo de sedimentação é o fenômeno físico em que as partículas suspensas apresentam movimento descendente em meio
líquido de menor massa específica, devido à ação da gravidade.

III - Na unidade de mistura lenta, ou floculador, ocorre o choque entre as impurezas e o material floculante, que se aglomeram,formando partículas maiores, denominadas
flocos.

IV – O tratamento denominado filtração direta, não há coagulação química.

Assinale a alternativa CORRETA:

a) Somente os itens I, II e III estão corretos.

b) Somente os itens I e III estão corretos.

c) Somente os itens II e IV estão corretos.

d) Os itens I, II, III e IV estão corretos.


48. “Dentre os desinfectantes o mais largamente empregado pelas estações de tratamento de água é o_________, principalmente pela facilidade de aplicação, custo e porque é capaz de destruir a maioria dos microrganismos patogênicos”.

Assinale a alternativa abaixo que preenche
CORRETAMENTE a lacuna da frase acima:

a) Sulfato de amônia.
 b) Ácido clorídrico.
c) Cloro
d) Sulfato de alumínio.

49. Em relação aos aparelhos de uso geral em laboratório, (vidrarias) analise as afirmativas abaixo:

I - ALMOFARIZ E PISTILO são equipamentos utilizados para Misturar e homogeneizar materiais sólidos.

II - Becker serve para fazer reações entre soluções, dissolver substâncias sólidas, efetuar reações de precipitação e filtrar líquidos.

III - BURETA COM TORNEIRA DE VIDRO OU TEFLON Aparelho utilizado em análises volumétricas não tão precisas.

IV - CONDENSADOR Utilizado na destilação, tem como finalidade condensar vapores
gerados pelo aquecimento de líquidos.

V - PIPETAS VOLUMÉTRICAS são utilizadas para
transferir líquidos com precisão.

Assinale a alternativa CORRETA:

a)Apenas os itens I e II estão corretos.

b)Apenas os itens II e IV estão corretos.

c) Apenas os itens III, IV e V estão corretos

d) Nenhum dos itens está correto.



50. As amostras de coletas de água para análise devem ser conservadas adequadamente e enviadas em até 24 horas ao laboratório para a análise, pois:

a) A conservação por meio de adição de produtos químicos, refrigeração ou congelamento favorecem a hidrólise de certos compostos, comprometendo a análise.

b) Diminui a probabilidade de desenvolvimento de microrganismos que podem interferir nos resultados.

 c) O maior tempo de exposição ao ar favorece a formação de metais pesados em suspensão na água.

d) A exposição à luz favorece a ocorrência de fotólise das moléculas de água, impedindo a análise microbiológica.

Concurso da Prefeitura do Maranhão –MOVES

(PMM-MOVES) Com relação a um sistema de água para uso humano em uma cidade, associe corretamente a primeira coluna à segunda.
I – estação de Tratamento de Água
II – estação de Tratamento de Esgotos
III – parâmetros químicos para potabilidade
IV – parâmetros biológicos para potabilidade
( ) digestores
( ) coliformes fecais
( ) floculação, decantação, filtração
( ) sulfato de Alumínio
( ) demanda bioquímica de oxigênio
A seqüência correta é:
(A) I, IV, I, III, III.
(B) II, IV, I, I, III.
(C) II, IV, I, III, III.
(D) I, III, III, III, IV.
(E) I, III, II, I, IV.




09 janeiro 2013


16. Você é responsável pela operação de uma Estação de Tratamento de Água (ETA) que utiliza o cloro como agente de desinfecção da água. De acordo com a Portaria nº 518/2004, do Ministério da Saúde, qual deve ser o teor mínimo de cloro residual na saída da ETA?
A) 0,2 mg/L de cloro livre.
B) 0,7 mg/L de cloro combinado.
C) 0,5 mg/L de cloro combinado.
D) 0,5 mg/L de cloro livre.

comentarios
 Art. 13. Após a desinfecção, a água deve conter um teor mínimo de cloro residual livre de 0,5 mg/L, sendo obrigatória a manutenção de, no mínimo, 0,2 mg/L em qualquer ponto da rede de distribuição, recomendando-se que a cloração seja realizada em pH inferior a 8,0 e tempo de contato mínimo de 30 minutos.


17. A Lei nº 11445/2007, que define diretrizes para o saneamento básico, estabelece que os parâmetros mínimos de potabilidade da água são definidos pelo(a):
A) Estado.
B) União.
C) Município.
D) Concessionária do serviço.
sem comentários
18. Os sistemas de abastecimento de água para consumo humano, normalmente, possuem Estações de
Tratamento de Água (ETA), principalmente quando utilizam mananciais superficiais. Em uma ETA
convencional (completa), quais são os principais resíduos gerados pela estação?

A) Água de lavagem dos filtros e material gorduroso.
B) Água de lavagem dos filtros, lodo dos decantadores e rejeito de limpeza dos tanques de produtos
químicos.

C) Água de lavagem dos filtros e lodo dos decantadores.
D) Lodo dos decantadores, material sobrenadante e óleos e graxas.

 A produção de água potável pode ser vista como uma indústria em que de um lado, há a matéria prima (água bruta) e insumos (produtos químicos) e de outro lado, o produto final (água tratada) mais perdas de energia e perdas físicas (geração de resíduos). A indústria da água gera resíduos que podem ser prejudiciais a saúde humana e ao meio ambiente. As características e quantidades desses resíduos podem variar enormemente, face as diferentes tecnologias e coagulantes químicos empregados. Vale ressaltar, a importância desse aspecto na concepção de projetos de ETAs.
Em ETAs convencionais de ciclo completo são gerados dois tipos de resíduos, a saber: resíduos gerados nos decantadores e resíduos líquidos gerados na lavagem dos filtros.


19. A concessionária ou a permissionária do sistema de abastecimento de água é responsável em manter e controlar a qualidade da água produzida e distribuída para consumo humano. De acordo apenas com o
padrão microbiológico, na saída da Estação de Tratamento de água (ETA), considerando a pesquisa de
Escherichia coli (E.coli), o valor máximo permitido (VMP) é:
A) 5 em 100 ml.
B) ausência em 100 ml.
C) ausência em 80% das amostras analisadas.
D) ausência em 95% das amostras analisadas.
comenttários


Capítulo IV

DO PADRÃO DE POTABILIDADE

 

Art.11. A água potável deve estar em conformidade com o padrão microbiológico conforme Tabela 1, a seguir:

 

Tabela 1

 

Padrão microbiológico de potabilidade da água para consumo humano

PARÂMETRO
VMP(1)
Água para consumo humano(2)
Escherichia coli ou coliformes termotolerantes(3)
Ausência em 100ml
Água na saída do tratamento
Coliformes totais
Ausência em 100ml
Água tratada no sistema de distribuição (reservatórios e rede)
Escherichia coli ou coliformes termotolerantes(3)
Ausência em 100ml
Coliformes totais
Sistemas que analisam 40 ou mais amostras por mês:
Ausência  em 100ml em 95% das amostras examinadas no mês;
Sistemas que analisam menos de 40 amostras por mês:
 
Apenas uma amostra poderá apresentar mensalmente resultado positivo em 100ml

NOTAS:

(1) Valor Máximo Permitido.

(2) água para consumo humano em toda e qualquer situação, incluindo fontes individuais como poços, minas, nascentes, dentre outras.

(3) a detecção de Escherichia coli deve ser preferencialmente adotada.

 

§ 1º  No controle da qualidade da água, quando forem detectadas amostras com resultado positivo para coliformes totais, mesmo em ensaios presuntivos, novas amostras devem ser coletadas em dias imediatamente sucessivos até que as novas amostras revelem resultado satisfatório.

§ 2º  Nos sistemas de distribuição, a recoleta deve incluir, no mínimo, três amostras simultâneas, sendo uma no mesmo ponto e duas outras localizadas a montante e a jusante.

§ 3º  Amostras com resultados positivos para coliformes totais devem ser analisadas para Escherichia coli e, ou, coliformes termotolerantes, devendo, neste caso, ser efetuada a verificação e confirmação dos resultados positivos.

§ 4º  O percentual de amostras com resultado positivo de coliformes totais em relação ao total de amostras coletadas nos sistemas de distribuição deve ser calculado mensalmente, excluindo as amostras extras (recoleta).

§ 5º  O resultado negativo para coliformes totais das amostras extras (recoletas) não anula o resultado originalmente positivo no cálculo dos percentuais de amostras com resultado positivo.

§ 6º  Na proporção de amostras com resultado positivo admitidas mensalmente para coliformes totais no sistema de distribuição, expressa na Tabela 1, não são tolerados resultados positivos que ocorram em recoleta, nos termos do § 1º deste artigo.

§ 7º  Em 20% das amostras mensais para análise de coliformes totais nos sistemas de distribuição, deve ser efetuada a contagem de bactérias heterotróficas e, uma vez excedidas 500 unidades formadoras de colônia (UFC) por ml, devem ser providenciadas imediata recoleta, inspeção local e, se constatada irregularidade, outras providências cabíveis.

§ 8º  Em complementação, recomenda-se a inclusão de pesquisa de organismos patogênicos, com o objetivo de atingir, como meta, um padrão de ausência, dentre outros, de enterovírus, cistos de Giardia spp e oocistos de Cryptosporidium sp.

§ 9º  Em amostras individuais procedentes de poços, fontes, nascentes e outras formas de abastecimento sem distribuição canalizada, tolera-se a presença de coliformes totais, na ausência de Escherichia coli e, ou, coliformes termotolerantes, nesta situação devendo ser investigada a origem da ocorrência, tomadas providências imediatas de caráter corretivo e preventivo e realizada nova análise de coliformes.

20. O principal parâmetro para medir a eficiência de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) na remoção de matéria orgânica é o (a):
A) pH.
B) cor e a turbidez.
C) Demanda Bioquímica de Oxigênio.
D) oxigênio dissolvido.
 Comentários
Demanda Bioquímica de Oxigênio
É definida como a quantidade de oxigênio dissolvido (OD) necessária para estabilizar a matéria orgânica através da ação de bactérias aeróbias. Em outras palavras, a DBO é a diferença de OD no início do teste e após um tempo de incubação de cinco dias a 20 ºC.
A DBO é expressa em mgO2/L.
A DBO possui a capacidade de definir a quantidade de matéria orgânica presente que, por sua vez, determina o grau de poluição de uma água residuária.

Note que: quanto maior é a DBO do esgoto, maior será o dano que o mesmo pode causar no ambiente.
Demanda Química de Oxigênio Este parâmetro mede a concentração da matéria orgânica indiretamente pela oxidação da mesma por um agente químico oxidante, em meio ácido. Uma das grandes vantagens sobre a DBO é o tempo de resposta (apenas 2 horas). Além disso, consegue envolver tudo o que é
susceptível a demandas de oxigênio, como sais minerais oxidáveis e não somente a demanda satisfeita biologicamente. Outra vantagem é que não está sujeito à interferência da nitrificação, como na DBO.




21. Em Estações de Tratamento de Água (ETAs) convencionais, o medidor Parshall é muito utilizado porque, além de ser um medidor da vazão de água que chega na estação, também serve como unidade de:
A) mistura rápida.
B) mistura lenta.
C) flotação.
D) desinfecção.


comentários  
Tipos de unidades de mistura rápida, neste exemplo será considerado o emprego de um medidor Parshall para promover a mistura rápida, o esquema é apresentado na Figura 2. Definir o medidor Parshall que será utilizado com base na Tabela 1 a partir da vazão Q que será tratada na ETA.





Figura 2 – Representação esquemática de um medidor Parshall







22. Em uma Estação de Tratamento de Água (ETA) convencional, o reagente utilizado para a correção do pH (elevar) é:
A) sulfato de alumínio.
B) sulfato ferroso.
C) polieletrólitos.
D) carbonato de sódio (barrilha).

Comentários

. Correção de pH 
Em muitas situações de tratamento, ocorre a necessidade de se alterar o valor do pH das águas, de forma a atender a determinadas exigências. Para a elevação de pH, os compostos mais utilizados são a soda cáustica (hidróxido de sódio), a cal hidratada (hidróxido de cálcio) e a barrilha (carbonato e bicarbonato de sódio). A soda cáustica apresenta como principal vantagem a sua elevada solubilidade, possibilitando uma operação mais simples do sistema de dosagens. A cal é mais barata, mas a sua baixa solubilidade e a presença de impurezas como a areia, que provoca corrosão em sistemas de recalque, prejudicam o seu uso. Existe uma cal especial para uso no tratamento de águas, com pureza elevada. A cal tem a vantagem, em relação à soda, de apresentar o íon cálcio, que é bivalente. Isto pode ser importante quando se deseja a ocorrência de floculação, além da alteração do pH. A barrilha é mais cara, mas apresenta a vantagem de produzir “efeito tampão”,  sendo utilizada em reatores anaeróbios desequilibrados, onde  além da elevação do pH se deseja sua manutenção naquele patamar mais elevado. 
Para o abaixamento do pH normalmente empregam-se ácidos minerais, como o clorídrico e sulfúrico. Normalmente o ácido clorídrico comercial (muriático) é mais barato, além do que, quando se trata de um efluente industrial a ser lançado na rede pública de esgotos, a presença de sulfato é mais preocupante por poder ser reduzido a sulfeto em meio anaeróbio, trazendo problemas de odor, toxicidade e corrosividade. Assim, constitui-se a concentração de sulfato em padrão de emissão de esgotos (artigo 19-A do Decreto 8468 – Estado de  São Paulo). E óbvio que, por outro lado, o uso do ácido clorídrico não é recomendável quando  se antevê problemas com o residual excessivo de cloreto nas águas.


23. Uma pequena Estação de Tratamento de Água (ETA), no interior do Pará, opera com filtros lentos de areia. Ao atingir o limite de perda de carga, o filtro precisa ser limpo. A limpeza de um filtro lento é feita com:
A) retrolavagem com água.
B) com ar e água.
C) retirada de uma camada de areia de mais ou menos 15 cm.
D) retirada de uma camada de areia de mais ou menos 2 cm.

Comentários

Limpeza do filtro lento: para limpar o filtro lento, deve-se deixar a água escoar e depois raspar a camada superior, onde o lodo se formou. A raspagem é uma remoção delicada onde se retira de 1 a 2 centímetros de areia.
Após a retirada dessa camada de areia, a areia que ficou deve ser nivelada novamente, utilizando um rodo.

O uso de pranchas de madeira evita a compactação da areia, além de evitar o contato direto com as botas do operador e com o balde que está sendo usado para tirar a areia.
A areia retirada deve ser lavada, secada e armazenada em local arejado para posterior reposição do filtro.


24. Em uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), o gradeamento é uma unidade do sistema de tratamento utilizada na remoção de:
A) sólidos grosseiros.
B) areia.
C) matéria orgânica.
D) material flutuante.
Comentários

Gradeamento
As principais fi nalidades da remoção de sólidos grosseiros nas grades são: proteger as unidades de tratamento, as bombas, as tubulações e os corpos d’água receptores.


25. A camada de ESCUMA formada nos decantadores de Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) se forma:
A) no fundo do decantador.
B) logo acima da camada de lodo.
C) na superfície do líquido.
D) a 1/3 de profundidade.

Comentários


Aspectos gerais 
A ampla utilização da tecnologia de tratamento  de águas residuárias por meio de reatores 
anaeróbios de fluxo ascendente e manta de lodo (reatores UASB), em função das propaladas  inúmeras razões positivas da técnica, tem revelado problemas de operação e manutenção como é o caso da acumulação excessiva de camada de escuma na superfície do reator. Essa  escuma ou se desenvolve na superfície líquida da subunidade de decantação ou na superfície  líquida da subunidade de coleta de gás (interior do separador trifásico) ou em ambas. De uma  maneira geral e inicial, tal escuma pode ser  entendida como uma camada de materiais em condição flutuante. 


26. Alguns gases inertes são utilizados como agente extintor, sendo um dos mais usados o dióxido de carbono (CO2). A principal forma de extinção do fogo por extintores de CO2 é por:
A) isolamento.
B) abafamento.
C) resfriamento.
D) extinção química.

Comentários


Extintor de Gás (CO2)
Gás insípido, inodoro, incolor, inerte e não condutor de eletricidade.

Pesa cerca de 1,5 vezes mais do que o ar atmosférico e é armazenado, sob a pressão de 850 libras, em tubos de aço. As unidades de tipo maior de 60 a 150 Kg devem ser montadas sobre rodas.

É o agente extintor mais indicado para dar combate a incêndio em equipamentos elétricos energizados. Sendo um gás inerte, não é inflamável, nem bom condutor de eletricidade. É eficiente também nos incêndios de Classes B. Não dá bons resultados nos de Classe A.

O gás carbônico, como agente extintor, tem, poucas restrições, não devendo ser utilizado sobre superfícies quentes e brasas, materiais contendo oxigênio e metais pirofosfóricos.

Quando aplicado sobre os incêndios, age por abafamento, suprimindo e isolando o oxigênio do ar.


Observações:

-  Asfixia - Embora o CO2 não seja tóxico, poderá causar desmaios e até morte por asfixia mecânica, quando estiver presente em ambientes confinados para extinção de incêndios.

-  Reinício de incêndios - Incêndios, aparentemente extintos com uso de gás carbônico, podem reiniciar-se caso permaneçam brasas vivas ou superfícies metálicas aquecidas.

-  Substâncias químicas - O gás carbônico também não é eficaz como agente extintor de incêndios envolvendo substâncias químicas que contêm oxigênio.

-  Metais pirofosfóricos - Incêndios pirofosfóricos, tais como sódio, potássio, magnésio, titânio, zircônio e incêndios que envolvam hidratos de metais, não podem ser extintos com gás carbônico. Estas substâncias decompõem o CO2.


27. O esgoto bruto de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) está sendo tratado com a aplicação, por meio de uma bomba dosadora, de um produto químico novo. De acordo com o fabricante do produto e a orientação do químico responsável pela ETE, a vazão do produto (qp) deve ser igual a 0,04% da vazão (Q) de esgoto bruto que chega na estação. Considerando as condições indicadas, qual deve ser a vazão de produto químico que a bomba dosadora deve aplicar para uma vazão de esgoto bruto que chega na ETE de 1,0 m³/s ?
A) 24,0 L / min.
B) 0,40 m3 / s.
C) 24,0 L / s.
D) 0,40 L / min.

A vazão é:
Q=1m³/s(0,04)/100
Q=0,004x1000L/s
Q=0,4L/s

multiplicando por  6
Q=0,4L/s*6=24L/60s

-----------------------------
24L/60s----|equivale|---:4/10L/s=0,4L/s


28. Para preparar uma solução a 5% de um produto que será usado no processo de tratamento, quanto do produto deve ser adicionado em um tanque com 1000 Litros de água?
A) 5,0 gramas.
B) 0,5 quilo.
C) 50,0 gramas.
D) 50,0 quilos.

1000L=1000Kg

como 5/100=5%
1000*5/100=50Kg

29. Um motor de indução trifásico de seis terminais tem como dado de placa 220, 380v. Quais as ligações que o motor aceita?
A) Triângulo ou Estrela.
B) Série – Estrela.
C) Paralelo – Triângulo.
D) Série – Paralelo.

30. O chefe de manutenção de uma empresa precisa solicitar a compra de um motor de indução trifásico, que utiliza como dispositivo de partida uma chave -Δ, sabendo-se que a característica da rede elétrica é 380/220v, 60Hz. Quais as tensões que devem ser especificadas para o motor?
A) 220, 127V
B) 220, 380V
C) 380, 660V
D) 380, 440V

Postagens Relacionadas